Grupo de Rio Claro luta pela causa autista e vislumbra instituto especializado

Grupo de Rio Claro luta pela causa autista e vislumbra instituto especializado

Murillo Pompermayer

O grupo Família Autista de Rio Claro, desde o início de suas atividades, há cerca de um ano, tem como anseio primordial a inclusão eficiente e efetiva, além de fazer com que a devida informação seja levada a todos lugares e, especialmente, o atendimento digno e de qualidade, conforme previsto na lei 12.764. “Com mais informação, teremos menos preconceitos. Queremos, sim, um instituto especializado, isso para o futuro, mas já trabalhamos para isso hoje”, garante Thais Lopes, presidente e idealizadora do grupo, juntamente com Naira Modelli, vice-presidente. Thais e Naira são mães, respectivamente, de Miguel, seis anos, e Antonio, cinco, que são autistas. 

Thais junto ao filho Miguel , de seis anos

 

O início

De acordo com Thais, quando do princípio da iniciativa, algumas pessoas que estavam envolvidas precisaram se afastar. Então, em março deste ano, idealizou um piquenique voltado às crianças autistas para que 02 de abril, que é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, não passasse em “branco”. “Procuramos a vereadora Maria do Carmo Guilherme, que nos deu apoio para que conseguíssemos trazer  palestrantes de Santos. Então, de uma palestra, precisamos estender para duas, tamanha procura. E de um grupo de quatro mães, fomos para um grupo de, hoje, 43 famílias”, relata a presidente.

Amparo

Thais conta que o suporte às famílias inclui terapias a custo reduzido, uma vez que o atendimento em Rio Claro destinado a autistas até seis anos possui uma extensa lista de espera. “Esperamos aumentar ainda mais esses atendimentos”, ambiciona.

Apoios

A presidente relata que o grupo conta com o envolvimento direto de representantes do Poder Legislativo rio-clarense, como a vereadora Maria do Carmo Guilherme, Yves Carbinatti, Thiago Yamamoto, o Thiago Japonês, e Julinho Lopes. “Contamos, também, com a generosidade da Faculdade Asser, que hoje cede uma sala para que possamos nos reunir em suas dependências”, conta.

Aos que precisam

Às pessoas que necessitam de amparo, o contato pode ser feito através do WhatsApp tendo em vista os seguintes números: (19) 98826-5545, falar com a própria Thais, ou (19) 98193-0198, com Naira. Uma outra forma é via e-mail, cujos endereços eletrônicos são familiaautistarc@gmail.com lopes.buscariol@gmail.com. Por fim, outra possibilidade de contato é por intermédio da página do grupo no Facebook: https://www.facebook.com/Grupo-Fam%C3%ADlia-Autista-de-Rio-Claro-1673343636260600/

Contribuições

Thais Lopes garante que todo tipo de ajuda é bem-vindo. “Hoje, precisamos de auxílio financeiro, além de espaço para realizarmos encontros e oficinas, bem como ajuda terapêutica, parcerias com desconto e atendimento com custo reduzido”, expõe.

Ações desenvolvidas pelo grupo, cujo desígnio principal é a inclusão eficiente e efetiva

 

Feijoada

No próximo domingo (18), dia do Orgulho Autista, de acordo com lei instituída no município em maio de 2017, será realizada a primeira “Feijoada dos Teamigos” (em alusão ao Transtorno do Espectro Autista – TEA), na quadra da escola de samba Samuca (Avenida 9, 1200, no Centro), a partir das 12h00. As adesões custam R$ 25,00, com bebida à parte, para apreciar a feijoada à vontade no local. Das 11h00 às 12h00, haverá vendas de marmitex. Conforme Thais, é uma maneira de se fazer propagar o 18 de junho.
“Toda verba arrecadada na feijoada será empregada na causa autista, com atendimentos a custo reduzido para as famílias desamparadas pelo município”, destaca Thais.
Banner da primeira Feijoada dos Teamigos, cuja verba arrecadada será destinada à causa autista

 

Perspectivas

De acordo com a presidente, o embasamento existente no que tange o autismo é o da ONU (Organização das Nações Unidas). Conforme ela, no ano passado, uma a cada 68 crianças era autista. “Hoje, essa crescente é uma para cada 50 crianças”, afirma.

Thais pondera que, devido a essa alta demanda, vê a necessidade de profissionais especializados, capacitação nas escolas e informação para a comunidade em geral. “O grupo Família Autista conseguiu uma abertura junto ao Secretário de Educação de Rio Claro, onde cinco profissionais promoverão, gratuitamente, um curso de cinco dias para professores, monitores e professores das salas de recurso. Apoiamos, também, um curso com seis palestrantes que virão do Rio de Janeiro para abordar os assuntos relacionados ao autismo e inclusão”, explicita.

Por fim, conta que obteve retorno do Secretario de Educação do Estado quanto ao projeto que entregou em mãos e uma reunião para julho foi marcada, buscando, sempre, segundo a presidente, a educação de qualidade para todas as crianças, sobretudo às com necessidades especiais.

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.