Adoravel namorada…

Foi assim que Regina Duarte (namoradinha do brasil) vulgo, secretaria da cultura deixa a pasta, e segue para a cinemateca, pois desta forma poderia estar mais próximo da família…

 

Eu não discuto isso, cada um sabe da sua importância e como lidar com sua responsabilidade devemos crer que no meio desta balburdia algo de bom saiu, sendo mesmo um namoro a curto prazo ou se quer teria algum prestigio…

O que presenciamos mesmo foi mais alvoroço, em meio aos bastidores já se falavam em insatisfação com seu trabalho, mas para isso teria que ter motivos simplórios e condutas nem tão pouco levianas, que por sorte poderia ser a deixa desse espetáculo em que o contra regra se manifesta aos poucos…

 

É totalmente plausível sua manifestação em desembarcar desta enxurrada de frituras, ainda mais vindo de um canto gregoriano puxado por ninguém mais que Olavo de Carvalho, e como se não bastasse esses seguidores ideológicos, provocava de alguma forma uma tensão, já que sua experiência em política era de engatinhar…

Ontem 20 de maio, fizeram uma reunião no palácio da alvorada, sentaram para tomar café da manhã e decidiram por um final nesta história, sendo que semanas atrás o presidente tinha reclamado publicamente que Regina nunca dava seus expedientes em Brasília, vendo que ela trabalhava de São Paulo, pela internet, o que causava um mal-estar com a formalidade da pasta, implicando mais ainda com sua forma de conduzir…

 

Sua crise de resistência com a classe artística, se agravou por essa nova empreitada, já que o próprio presidente havia feito um convite e dizendo que estaria convidando a namoradinha do Brasil, para fazer parte dos ministérios, sem como não declinar da tão almejada oferta, Regina disse que era como realizar um sonho, que aos poucos foi se tornando em um pesadelo, com embates desde Jose Abreu colega de casa, depois casos como o da foto com Carolina Ferraz que ficava aparentando compactuar com o governo e ficou claro que a insatisfação gerou um enorme desconforto que um áudio vazou, e revelou a total discordância com a secretaria…

“Regina, não imaginei que você fosse colocar minha foto ou a foto de qualquer um, colega nosso, sem comentar ou pedir autorização da gente, né? Realmente, torço para que você consiga exercer e fazer a diferença em um governo que desprestigia tanto a classe artística, que persegue tanto a classe artística”, afirmou Carolina…

Logo mais os problemas referentes a classe artística que sofre e depende exclusivamente de apresentações e ajuda do governo com a demora da liberação dos seiscentos reais, para piorar, fez a atriz Maitê Proença se manifestar a favor da classe e pedir, mais agilidade e respaldo para a secretaria e causando mais transtorno inclusive a uma entrevista ao vivo pela CNN Brasil. Em que é questionada ao vivo, por um áudio vasado que poderia ser a próxima a ser demitia logo após a saída do ex ministro Sergio Moro, mostrando total desconforto com as perguntas e seguindo uma planilha… entre outras coisas pouco se ouviu nos corredores da alvorada e esse insistente problema de distância acarretou em um pedido de exoneração, mas para não fechar de vez a porta, abre-se uma janela e tomar conta da cinemateca, em São Paulo órgão pertencente a secretaria da cultura…

Regina agora passa a trabalhar próxima a família, e deixa claro na sua despedida que não teve nenhuma “fritura”, o presidente Bolsonaro, afirma que a imprensa inventa a cada dia que dois ministros do seu governo recebem frituras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.