Home / Entretenimento / Praça Dalva recebe casa do Papai Noel a partir desta sexta-feira

Praça Dalva recebe casa do Papai Noel a partir desta sexta-feira

Divulgação

A partir desta sexta-feira (08) o Papai Noel tem endereço certo em Rio Claro: a Praça Dalva de Oliveira. A casa permanece montada no local até o dia 22 de dezembro e a visitação pode ser feita de segunda a sábado, das 19h00 às 22h00, com entrada gratuita. A casa do Papai Noel é uma iniciativa da Prefeitura de Rio Claro, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur), em parceria com a Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro).

“A casa do Papai Noel é mais uma atração para proporcionar momentos especiais à comunidade. E o Bom Velhinho receberá as crianças e seus familiares de braços abertos, mantendo viva a magia do Natal. Espero que a comunidade prestigie e possa se encantar com este momento emocionante”, destaca o titular da Setur, Ronald Penteado.

Além da casa do Papai Noel, outra atração na Praça Dalva será o trenzinho que circulará na cidade entre os dias 8 e 22 de dezembro, no mesmo horário de visitação, de segunda a sábado, das 19h00 às 22h00. As crianças poderão passear gratuitamente acompanhadas de um responsável. O ponto de partida será a praça Dalva, passando pela Avenida Visconde do Rio Claro até a Avenida 8, dali o trenzinho desce pela Avenida 6 e retorna à praça.

Para marcar o encerramento da visitação à casa do Papai Noel, no dia 22 de dezembro às 20h00, acontece Cantata de Natal com participação das crianças da Paróquia Nossa Senhora Saúde e também do coral dos jovens da igreja. A Praça Dalva de Oliveira está localizada na Avenida Tancredo Neves com a Rua 14.

A casa do Papai Noel é uma iniciativa da Prefeitura de Rio Claro, por intermédio da Secretaria Municipal de Esportes e Turismo (Setur), em parceria com a Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro)

Sobre Redação

Redação

Veja também

Coluna Resgate – “A balada de John & Yoko”

A sociedade como um todo comprou e repetiu a ideia de que a narrativa judaico-cristã …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *